sábado, 11 de julho de 2009



Não é nada, acredite,
é só decepção, descrença,
desilusão, traição...

Não é nada, acredite,
só vontade de chorar,
de sumir, de fugir daqui.

Não é nada, é só raiva,
ira, ódio, que me deixa
cega e machuca por dentro.

Não é nada, são apenas
as lembranças do que poderia
ter sido e ainda não foi.

Não é nada demais,
estou procurando a solução,
e mesmo que eu não encontre,
a vida não vai parar.

Não é nada, vai passar,
as lágrimas irão secar.

Não é nada, foi só uma força
que destruiu, o que ja não
mais existia.

Autora: Sandra Ribeiro

Um comentário:

igor natanyo disse...

"Nossa muito tocante e interessante esse texto, realmente diz tudo que as vezes não conseguimos expressar'

frase marcante: Não é nada, são apenas
as lembranças do que poderia
ter sido e ainda não foi.

parabéns seu blog ta muito legal, sucesso!!

há sou seu seguidor, depois dá uma olhada no meu blog lá tem varios textos e poemas de minha autoria.

bjz