domingo, 12 de julho de 2009


É noite e você não vem,
Te busco e nada encontro,
só a solidão...

Que saudade,
que falta você me faz!

As hora são intermináveis.

Mas talvez tenha chegado
a hora de eu libertar você.

Vai ficar em mim,
as cicatrizes de um
falso amor vivido,
que não passou de
uma grande ilusão.

Autora: Sandra Ribeiro

Um comentário:

' Rαquel Lσρes disse...

nossa lindo essa poesia '
parabéns ameei *__*