sábado, 31 de outubro de 2009


Tudo tem que ser estupidamente intenso,
mas quase sempre isso assusta os que amo,
e no fim, me chamam de maluca.
Pedem-me pouco, pedem-me quase nada.
O terrível é que eu tenho muito para dar e
tenho que engolir esse muito e ainda por
cima dizer com delicadeza: obrigada por receberem
de mim um pouquinho de mim.
Mas por favor, sou uma louca ensandecida
para dar... dar... dar! Precisem de mim...

Autora: Clarice Lispector

4 comentários:

Salvador d'Almeida disse...

nao agradeças que a ti recebam, agradeçam por te receber

Felicidade Clandestina. disse...

prazer em te receber,primeiramente o/

viver pra se doar*

Amei :*
Um beijo

Sereia disse...

Tuuuuuuudo de bom....
Clarice Lispector representa a mulher em todos os aspectos...
Um lindo dia...
Bjsssssssssssssssssssss

Kim Sousa disse...

A vida pra mim tem que ser intensa...afinal nunca gostei muito de coisas que durassem e machucassem tds os dias...Afinal, deixe queimar ao invez de se apagar aos poucos...