quinta-feira, 24 de março de 2011


Palavras vagas,
e uma despedida que talvez
tenha sido para sempre.

A dor é tão grande,
que não cabe em minha solidão.


Autora: Sandra Ribeiro

3 comentários:

LUCIMAR SIMON disse...

Sempre chega um momento que temos que decidir, e sempre digo que romper tambem é sinonimo de continuidade. Romper é assertivo quando isso faz bem as pessoas.

As palavras se consome em meios as lembranças boas da relaçao, se nao houver nenhuma, diga-se que foi tarde o que nao serviu nem pra lembrar...

Beijos... de saudades.

Amapola disse...

Boa tarde.

Mesmo havendo despedida, o coração sempre insiste em ficar à espera de um milagre.

Um grande abraço.
Maria Auxiliadora (Amapola)

Priscilla disse...

Olá querida!
Obrigada pelo carinho em meu cantinho!
Te acompanho agora!
beijos meus e um bom final de semana!